Voltar
Frederico Westphalen permanece em Bandeira Vermelha
Segunda - Feira, 06 de Julho de 2020
Confira cartilha explicativa em https://bit.ly/cartilhabandeiravermelha
Responsive image
O Governo do Estado manteve a decisão em determinar à Região R15, R20 os protocolos de Bandeira Vermelha. Por isso, algumas atividades terão mudanças no modo de operação e atendimento e na quantidade de trabalhadores que poderão atuar no mesmo ambiente durante o mesmo horário.

Lojas de itens não essenciais podem continuar comerciailizando seus produtos via internet (Facebook, Instagram e outras mídias sociais).

Confira lista que detalha o funcionamento das atividades e quantidade de trabalhadores durante o mesmo período com a Bandeira Vermelha.

Confira outras informações e a lista das atividades em https://bit.ly/cartilhabandeiravermelha.


Veja o que pode abrir e qual a lotação

Comércio varejista 


Loja não essencial (rua): 25% dos trabalhadores, sem atendimento ao público e somente com venda online e tele entrega
Lojas itens essenciais (rua): 50% de trabalhadores 
Produtos alimentícios: 50% de trabalhadores 
Comércio de veículos: 25% de trabalhadores 
Manutenção e reparação de veículos (rua): 25% de trabalhadores 
Combustíveis para veículos: 50% de trabalhadores 

Comércio atacadista

Não essencial (rua): 25% de trabalhadores 
Itens essenciais: 50% de trabalhadores

Serviços 

Eventos em ambiente fechado ou aberto: Fechado
Parques e zoológicos: 50% trabalhadores e fechado ao público
Academias de ginástica (inclusive em clubes): 25% dos trabalhadores, atendimento de um aluno a cada 16 m²)
Clubes sociais e esportivos: 25% de trabalhadores, sem público e, no mínimo, 16 m² por pessoa
Missas e serviços religiosos: 30 pessoas, respeitando teto de ocupação
Bancos, lotéricas e similares: 50% de trabalhadores 
Imobiliárias e similares: 25% de trabalhadores 
Cabeleireiro e barbeiro: 25% dos trabalhadores, com atendimento individualizado por
ambiente e distanciamento de 4 metros entre clientes
Lavanderias e similares: 25% de trabalhadores 
Reparação e manutenção de objetos e equipamentos: 25% de trabalhadores 
Contabilidade, consultoria, engenharia, arquitetura, publicidade e outros: 25% de trabalhadores
Advocacia: 50% de trabalhadores 
Serviços de administração e auxiliares: 25% de trabalhadores 
Agências de turismo e excursões: Fechado
Serviços domésticos (faxineiros, cozinheiros, motoristas, babás, jardineiros): Fechado
Serviços de limpeza e manutenção de edifícios: 50% de trabalhadores 
Vigilância e segurança: 75% de trabalhadores 
Casas noturnas, bares e pubs: Fechado

Alimentação e alojamento 

Restaurantes à la carte, prato feito e buffet sem autosserviço: 50% de trabalhadores e fechado ao público, só para tele-entrega, pegue e leve e drive-thru.
Restaurantes com autosserviço (buffet): Fechado
Lanchonetes e padarias: 50% de trabalhadores e fechado ao público, só para tele-entrega, pegue e leve e drive-thru
Hotéis e similares (geral): 40% dos quartos
Hotéis e similares (beira de estradas e rodovias): 75% dos quartos 

Educação 

Escolas de idiomas, música, esportes, dança e artes: só ensino remoto 
Demais níveis de ensino, como educação infantil, universidade, entre outras: só ensino remoto
Ensino médio técnico subsequente, superior e pós-graduação (somente atividades práticas essenciais para conclusão de curso: pesquisa, estágio curricular obrigatório, laboratórios e plantão): 25% trabalhadores, com atendimento restrito individualizado sob agendamento

Saúde 

Atenção à saúde humana: 100% de trabalhadores 
Assistência social: 100% de trabalhadores 
Assistência veterinária: 50% de trabalhadores 

Administração pública

Administração Pública - Serviços não essenciais: 25% dos trabalhadores
Serviço de habilitação de condutores: 50% dos trabalhadores
Serviços públicos essenciais, como segurança e manutenção de ordem pública, atividades de fiscalização e inspeção sanitária: 100% de trabalhadores 
Política e administração do trânsito: 75%

Agropecuária

Agricultura, Pecuária e Serviços relacionados e produção florestal: 50% de trabalhadores 
Pesca e Aquicultura: 25% de trabalhadores 

Indústria da construção

Construção de edifícios, obras de infraestrutura e serviços de construção: 75% de trabalhadores 

Indústria de transformação e extrativa

Operam com 50% dos trabalhadores, à exceção das consideradas essenciais, como alimentação, bebidas, fármacos e de extração de petróleo e minerais, que têm o teto reduzido de 100% para 75% de trabalhadores

Serviços de informação e comunicação

Edição e edição integrada à mídia impressa, bem como de produção de vídeos e programas de televisão: 50% de trabalhadores 
Rádio e televisão: 75% de trabalhadores
Produção de vídeos e programas de televisão: 50% de trabalhadores

Serviços de utilidade pública

Como Eletricidade, Gás e Outras Utilidades: 100% de trabalhadores 

Transportes

O transporte de passageiros passa a operar com apenas 50% dos assentos, usando apenas nas janelas

Fonte: André Piovesan/Ascom
FOTOS
COMENTÁRIOS