Voltar
Projeto HDP e embaixadores são apresentados à comunidade
Sábado, 11 de Novembro de 2017
Lançamento oficial do projeto foi realizado na noite desta sexta-feira, 10, no Salão de Atos da URI
Na noite de sexta-feira, 10, foi apresentado oficialmente à comunidade o “Projeto HDP”. A solenidade foi realizada no Salão de Atos da Universidade Regional Integrada (URI) e contou a presença dos prefeitos de Dois Irmãos das Missões, Denis Bridi; Erval Seco, Leonir Koch;  Seberi, Cleiton Bonadiman, e o vice Marcelino Galvão Bueno; Iraí, Antônio Vilson Bernardi; e Palmitinho, Luís Carlos Panosso. Além da presença dos Secretários de Esportes, Giovani Sarturi; da Saúde, Marta Chielle; da Agricultura, Cleber Cerutti; do Meio Ambiente, Marcos Cerutti; a Diretora do Plano Estratégico, Marizete Frozzi, e os seguintes representantes do Poder Legislativo: o presidente da Câmara de Vereadores, Jacques Douglas de Oliveira, e os vereadores Júnior Panosso, João Vendruscolo, Celson Oliveira e Olivério Vargas. Lideranças empresariais e comunitárias também marcaram presença no grande evento de lançamento do Projeto HDP.

O Hospital Divina Providência (HDP) teve início com a aprovação de seu estatuto em 12 de abril de 1947, cujo mentor era o Monsenhor Vitor Batistella e foi realizada a inauguração em 6 de janeiro de 1951. Atualmente, de acordo com informações da atual diretora-administrativa do hospital, Roselei Enderle, o HDP atende toda a região noroeste e alguns municípios do oeste de Santa Catarina, além de atender a grande parte dos municípios que integram a 19ª CRS e alguns da 15ª também, totalizando um atendimento a 40 municípios.
Ainda segundo a diretora, ao longo dos anos frequentemente são exigidas novas adequações, como: climatização, tamanho dos quartos, janelas e sistema de gases. Todas essas alterações provocaram um atraso no projeto e um aumento de R$ 300 mil no valor final da obra, financiado integralmente pela instituição de saúde, somado a R$ 295 mil repassados pelo governo Estadual para a conclusão da estrutura física. Os equipamentos já foram adquiridos no valor aproximado de R$ 1,2 milhão, por meio de recursos financeiros do governo estadual. Com isso, Relei Enderle ainda esclareceu durante a cerimônia que 35 colaboradores da casa de saúde passaram por treinamentos e qualificação de atendimento, além de já ter realizado um pré-contrato com equipe técnica e médica especializada. A diretora-administrativa também esclareceu que, atualmente, o hospital já conta com a estrutura física concluída, materiais e recursos humanos, todos adequados às legislações vigentes com a capacidade de 10 leitos de internação para adultos na UTI.

O presidente da Câmara de Vereadores, Jacques Douglas de Oliveira, ressaltou sobre a importância da união entre todos para que o projeto dê certo. “Todos sabem que FW é um polo em educação e nós todos, como gestores, temos um sonho que FW e a região se tornem um polo em saúde. E para isso a comunidade, o Executivo e o Legislativo tem que se abraçarem. Temos que presar pela união e é com ela que, com certeza, vamos fazer acontecer”, afirma.  

Já Silvestre Vargas Filho, presidente do HDP, destacou em sua fala o esforço coletivo que está sendo realizado para a abertura da UTI em Frederico Westphalen. “Sabemos que o nosso desafio é gigantesco e muitos podem questionar a realização deste evento que é a implementação e a abertura da UTI em FW. Porém, venho dizer a todos que quando pensamos em cada família da região que se desloca a outro município, nos deparamos com a felicidade nos rostos em saber que terá a abertura da UTI no município. A UTI é um grande esforço coletivo, uma união de esforços”, frisou.

O prefeito José Alberto Alberto Panosso, foi quem entregou a condecoração à família Fagundes, que tornou o grupo musical os Embaixadores da Saúde. Panosso também ressaltou que a demanda é alta, e por isso, a necessidade da abertura da UTI no município. “É desumano o que acontecem com a população. As pessoas que saem da região para ir até Erechim, já chegam totalmente debilitadas e isso não pode mais acontecer. Essa é a vontade das lideranças da nossa região: abrir a UTI para salvar vidas. Tomara que as cidades próximas também abram a UTI, mas FW também ter que ter, pois a demanda é muito grande. Precisamos trabalhar muito e ter atitudes firmes para trazer a UTI e salvar vidas. Consequentemente, várias referências virão para o município”, afirmou.

Com a placa em mãos, Neto Fagundes, agradeceu ao convite feito para e se disponibilizou para colaborar da melhor maneira possível com o hospital.  “Em nome da minha família eu gostaria de agradecer e dizer que é uma responsabilidade muito grande para nós. Eu acredito nas causas em que a gente se une a cima de qualquer coisa, do clube, do partido político. O Estado e o país são comandados por pessoas e que precisam de pessoas que façam o seu dia cada vez melhor. Ficamos empolgados desde o inicio quando fomos comunicados que teríamos essa condecoração. Queremos colaborar da melhor maneira e podem contar conosco!”, salientou.

Uma das ações apresentadas para o Projeto HDP foi o método de doações. A população poderá doar quantias para o hospital, conforme explica a diretora-administrativa, Roselei Enderle. “Já foi criada uma conta especial onde a comunidade poderá fazer doações através de boleto bancário, que serão encartados nos jornais locais, e também poderão ser realizados depósitos voluntários. Aos poucos serão divulgadas mais ações visando melhorar atender a população e fortalecer a saúde regional”, frisou.

Logo após a cerimônia, Os Fagundes realizaram um grande show para os presentes no Salão de Atos da URI e ainda já agendou a sua volta para Frederico Westphalen para o dia 20 de dezembro. Nesta data será gravado o programa Galpão Crioulo no município, integrando a programação do Frederico em Luz deste ano.
Fonte: Ascom
FOTOS
COMENTÁRIOS